Tratamento em consultório de vasinhos (telangectasias) com Laser ND-YAG 1064

Tratamento em consultório de vasinhos (telangectasias) com Laser ND-YAG 1064

Teleangectasias, popularmente conhecidas como “vasinhos”, são pequenos vasos finos e superficiais que podem aparecer isoladamente ou em grande quantidade de forma confluente. Teleangectasias se diferem das varizes devido ao calibre muito menor do vaso (cerca de 1 a 2 mm) e à camada em que aparece (camada intradérmica). As teleangectasias acometem homens e mulheres, no entanto sua prevalência é maior no sexo feminino – até 90% das mulheres possuem teleangectasias.

1Como é feito o tratamento das teleangectasias?
A avaliação deve ser feita sempre pelo cirurgião vascular. Uma avaliação clínica completa, em alguns casos com associação do Ultrassom Doppler, é capaz de identificar se trata-se de teleangectasias isoladas ou se há varizes e/ou acometimento concomitante de outras veias maiores da perna (como as veias safenas). Também é realizada a avaliação com o aparelho de realidade aumentada (foto ao lado) que é capaz de mostrar, através de um feixe de luz vermelha, a rede de teleangectasias e a presença de veias nutrícias (nutridoras) dos vasinhos.

Esta avaliação completa é necessária para que o melhor tratamento seja indicado e o índice de recidiva dos vasos seja baixa.
2Quais os sintomas das teleangectasias?
Na maioria dos casos os vasinhos são assintomáticos e o desconforto maior é estético. Em alguns casos pode haver dor, queimação local e sensação de peso nas pernas.
3Quais são as causas das teleangectasias?
A predisposição genética é um dos principais fatores para o aparecimento das teleangectasias. Estão também relacionadas com fatores hormonais, como uso de anticoncepcionais, reposição hormonal, período gestacional, e por isso a maior prevalência no sexo feminino.